Últimas Notícias

Homem é preso na Bahia após convocar atentado a escola em rede social

Um homem de 29 anos foi preso nesse domingo (17) em Coronel João Sá, cidade de 15 mil habitantes no Nordeste da Bahia, após publicar no Facebook uma convocação para atacar a tiros alunos de uma escola local.
Charles Benevides dos Santos, 29, escreveu que buscava um parceiro para fazer dupla com ele em Coronel João Sá, “mas não é sertaneja não, é dupla de assassinos, pra nós matar uns vermes em uma escola quando começar as aulas (sic)”.
Na continuação da postagem, ele exige que seja uma pessoa que “não tem nada a perder, e tá disposto a tudo, até sacrificar a própria tal existência depois do episódio de terror”.
A postagem foi no perfil “Johnny Cleivy Charles”, um dos vários que Santos mantém na rede social com nomes semelhantes. Na postagem, ele marcou “Charles Johnny Swift”. A maioria de suas amizades virtuais é com adolescentes do sexo feminino.
“Johnny Cleivy” é o nome fantasia do rapaz, que possui também vídeos postados em outras redes sociais, onde aparece cantando músicas românticas de artistas nacionais. Ele foi preso depois de vizinhos o denunciarem a polícia.
O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Paulo Afonso, devido ao plantão policial de final de semana. Segundo a delegada Antônia Jane Araújo Santos, o rapaz responderá por incitação ao crime, cuja pena é de até dois anos de prisão.
Na delegacia, o suspeito não disse em qual escola pretendia fazer o ataque. A polícia não realizou buscas para saber se ele tinha armas, mas o celular dele foi apreendido e levado para perícia. “Ele aparenta não ser muito equilibrado”, afirmou a delegada.
Santos, ainda de acordo com a delegada, não possui passagens pela delegacia. Ele assinou um termo circunstanciado de ocorrência e foi liberado. A mãe do rapaz disse à polícia que ele possui problema mental leve, “mas não representa uma ameaça".
Este é o segundo caso semelhante divulgado em rede social na Bahia após o atentado que deixou dez mortos em uma escola em Suzano (SP) na quarta-feira passada, realizado por um adolescente de 17 anos e um homem de 25 anos.
Na sexta, um jovem de 18 anos foi detido em Teixeira de Freitas, extremo Sul da Bahia, após a Polícia Civil ser informada de que ele planejava realizar um massacre em uma escola.
O jovem colocou uma foto em seu perfil do aplicativo do WhastApp com a frase “próximo ataque será no Ceteps”, em referência ao Centro Territorial de Educação Profissional, onde estudam cerca de mil alunos.
A imagem gerou pânico entre alunos da escola, cuja direção acionou a polícia. Por conta disso, as aulas do período da tarde no Ceteps praticamente não ocorreram, e muitos alunos sequer foram pra escola, com medo.
A polícia informou que o rapaz pode responder pelo crime de ameaça, mas precisa que alguma pessoa compareça à delegacia, no prazo de 180 dias, para dar queixa de que se sentiu ameaçada pelo jovem devido à publicação da foto em seu perfil pessoal.
Assim como em Paulo Afonso, a polícia em Teixeira de Freitas também não viu necessidade de entrar com pedido judicial para fazer buscas na casa do rapaz com o objetivo de saber se ele tem armas. Ele não tem passagens pela polícia.

Nenhum comentário