Últimas Notícias

Haddad é multado por impulsionar notícias contra Bolsonaro na internet

O candidato derrotado à Presidência Fernando Haddad (PT) e sua coligação devem pagar multa de R$ 176,5 mil por impulsionamento irregular de conteúdo contra seu adversário Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha presidencial, determinou o ministro Edson Fachin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Conforme Fachin, a campanha de Haddad pagou ao Google para destacar conteúdo negativo contra Bolsonaro, o que seria um desrespeito à lei eleitoral e causa de desequilíbrio na disputa.
O ministro, entretanto, não puniu o Google, por considerar que o contrato foi suspenso quando a empresa foi notificada pela Corte.
Em nota, a assessoria de Haddad expressou “incredulidade e surpresa” pela decisão de Fachin. Ainda conforme a nota, o petista foi vítima de uma “enxurrada de fake news” e a multa por impulsionamento de conteúdo “parece irreal”. Com informações do G1.
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Nenhum comentário